Trump usa imagem da Ucrânia, com 6 anos, para criticar violência nos EUA

A candidatura de Donald Trump publicou um anúncio no Facebook com imagens de suposta violência nos EUA. Mas na realidade a imagem usada retrata acontecimentos na Ucrânia e foi tirada em 2014.

A página oficial de Donald Trump no Facebook publicou um anúncio de campanha com uma imagem para supostamente demonstrar a violência nos EUA mas na verdade os confrontos retratados na fotografia aconteceram noutro país, na Ucrânia, e há vários anos, em 2014.

O anúncio da candidatura de Trump mostra uma imagem do presidente dos EUA num ambiente calmo, à conversa com responsáveis da polícia dos EUA, ao lado de outra imagem em que um elemento de uma força de segurança está caído, rodeado por manifestantes, com esta frase a acompanhar: "Segurança pública versus caos e violência."

Na realidade a imagem de violência é uma foto de um protesto pró-democracia na Ucrânia em 2014. O próprio autor da foto, Mstyslav Chernov, confirmou à Bussiness Insider, que a imagem foi feita em Kiev, há seis anos.

O Facebook, questionado pela BBC, disse que não tomará nenhuma ação contra a publicação e não fez mais comentários.

Este anúncio no Facebook serviu para a candidatura do político conservador realçar que os "evangélicos estão com Trump". Na primeira imagem Trump surge com responsáveis de polícia dos EUA. Na segunda, nas supostas imagens de violência em solo norte-americano, é visível uma insígnia não utilizada nos EUA no vestuário do elemento da força segurança - é uma cruz copta usada em países que praticam o cristianismo ortodoxo.

O crachá foi usado por membros das "tropas internas da Ucrânia", uma secção já desmantelada das forças armadas nacionais que também participava no policiamento.

A imagem também está na página da Wikipedia sobre a Revolução Ucraniana de 2014 e diz que mostra eventos em fevereiro de 2014, quando agentes de segurança entraram em choque com manifestantes antigovernamentais.

Mais Notícias