Trump proíbe a aplicação chinesa Tik Tok

O presidente norte-americano anunciou que vai proibir o Tik Tok nos EUA. Justifica que governo chinês poderá ter acesso aos dados pessoais.

Donald Trump anunciou este sábado (1 de agosto) que vai proibir a rede social Tik Tok nos EUA, a aplicação chinesa que rapidamente se tornou um sucesso entre os teeanagers e as celebridades.

Seguindo a BBC News, essa decisão será revertida numa ordem executiva a assinar ainda hoje, disse Trump aos jornalistas.

O presidente norte-americano anunciou a decisão a bordo de um avião da Air Force One. A justificação é a preocupação das autoridades de segurança dos EUA em como a aplicação poderá ser usada para recolher dados pessoais dos americanos.

A empresa chinesa proprietária, a ByteDance, negou as acusações de que seja controlada ou partilhe dados com o governo chinês.

Não se percebe quem é que irá executar a proibição da aplicação e quais são os mecanismos legais que tal decisão envolve.

É mais uma acha para a fogueira do clima de tensão entre Trump e e Jinping, desde logo as acusações do presidente norte-americano à forma como Pequim geriu o surto do SARS-Cov.2.

A aplicação tem crescido rapidamente, atingindo já 80 milhões de utilizadores mensais ativos nos Estados Unidos.

Usam o Tik Tok para partilhar vídeos de 15 segundos, com sincronização labial de músicas, sketch, etc. Por defeito, todas as contas são públicas, embora os utilizadores posam restringir o acesso a uma lista de contactos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG