Trump abandona entrevista e ameaça transmiti-la

O presidente norte-americano abandonou uma entrevista ao programa 60 Minutos do canal CBS News e não voltou para uma gravação que ia fazer de seguida com o vice-presidente Mike Pence.

Quando chegou à Casa Branca, a jornalista Lesley Stahl perguntou a Donald Trump se estava "preparado para uma entrevista dura". Ao fim de cerca de 45 minutos, o presidente decidiu terminar abruptamente a entrevista e dizer à estação de TV que já tinham material suficiente para usar, indicaram duas fontes à CNN.

O presidente saiu da entrevista frustrado com as questões e com o tom da jornalista.

Trump ficou descontente por Stahl lhe ter feito perguntas difíceis sobre a forma como atacou politicamente a governadora do Michigan Gretchen Whitmer (uma milícia planeava raptar a democrata), a sua gestão da pandemia do coronavírus, as suas críticas a Anthony Fauci, a maior autoridade nos EUA sobre doenças infecciosas, avançou uma fonte ao Washington Post.

Ao contrário do que foi prática durante anos em que Trump falou sem ter contraditório, Stahl terá posto em causa as alegações sobre as "imensas" multidões nos seus comícios, lembrou-lhe que as insinuações sobre o filho de Joe Biden, Hunter, não foram comprovadas e que a administração Obama não espiou a campanha de Trump.

Depois do final antecipado da entrevista, que iria incluir o vice-presidente Mike Pence, Trump acusou Stahl de não usar máscara e publicou imagens no Twitter da jornalista sem máscara.

Fonte que esteve no local, indicou à CNN que a imagem no Twitter mostra Stahl e os produtores do programa 60 minutos imediatamente após Trump ter interrompido a entrevista, ainda antes de a jornalista ter colocado a sua máscara - que usou desde a chegada à residência do presidente tendo retirado para a entrevista.

Pouco mais de uma hora depois da primeira publicação, Trump ameaçou transmitir a entrevista antes de o programa noticioso ser exibido, no domingo à noite na CBS News.

"Tenho o prazer de vos informar que, por uma questão de rigor informativo, estou a considerar publicar a minha entrevista com Lesley Stahl do 60 Minutos, antes de ir para o ar! Isto será feito para que todos possam ter um vislumbre do que é uma entrevista falsa e preconceituosa", afirmou Trump. "Todos deveriam comparar esta terrível Intrusão Eleitoral com as recentes entrevistas do Sonolento Joe Biden!"

Durante um comício, na terça-feira, em Erie, Pensilvânia, Trump disse aos seus apoiantes para verem o 60 Minutos. "Têm de ver o que fazemos ao 60 Minutos. Vão adorar. Lesley Stahl não ficar contente."

Com cerca de duas semanas até a eleição, Trump tem lançado ataques dispersos a quem tem indicado que a sua campanha está condenada.

Mais Notícias