Super terça-feira. Biden ganha em pelo menos 8 estados e Sanders à frente na Califórnia

A super terça-feira é uma megajornada eleitoral para eleger mais de um terço dos 3979 delegados, que vão escolher o candidato democrata nas eleições presidenciais de 3 de novembro

Joe Biden venceu as primárias democratas nos Estados Unidos em pelo menos oito estados na "super terça-feira", enquanto o senador Bernie Sanders conquistou quatro, incluindo a Califórnia, indicam dados preliminares avançados pelos 'media' norte-americanos.

Numa altura em que se desconhece ainda a distribuição exata dos delegados, estes resultados consolidam a luta entre os dois que representam a ala do Partido Democrata mais moderada (Joe Biden) e a progressista (Bernie Sanders).

A chamada "super terça-feira" é uma megajornada eleitoral para eleger mais de um terço dos 3.979 delegados, que vão escolher o candidato democrata nas eleições presidenciais de 3 de novembro.

Biden, cuja campanha era vista como estando quase morta há apenas uma semana, ressurgiu no sábado com uma grande vitória na Carolina do Sul e agora venceu Sanders nos seguintes estados: Alabama, Oklahoma, Tennessee, Virgínia, Carolina do Sul North, Arkansas, Minnesota e Massachusetts.

Já Bernie Sanders ganhou no estado da Califórnia, considerado o 'grande prémio' das primárias do Partido Democrata, por ser o mais populoso do país e que distribui 415 delegados para a convenção democrata, de acordo com os mesmos dados.

Além da Califórnia, Bernie Sanders venceu no Colorado, Utah e Vermont.

Os oito estados que Biden ganhou representam 559 delegados, que vão escolher o candidato do partido à Casa Branca nas eleições de 03 de novembro na convenção democrata, enquanto os quatro de Sanders representam 527 delegados.

De acordo com as estimativas, Biden lidera ainda o escrutínio no Maine e no Texas, este último considerado o segundo grande prémio das primárias com 228 delegados.

"As coisas parecem muito boas", disse Biden

Nas últimas 48 horas, alguns dos principais nomes, como Pete Buttigieg, Amy Klobuchar e Beto O'Rourke, abandonaram a corrida e declararam apoiar o ex-vice-Presidente norte-americano de Barack Obama.

"Ainda é um pouco cedo, mas as coisas parecem muito boas", disse Biden, durante a noite de terça-feira.

Enquanto isso, em Vermont, Sanders salientou que não se consegue "ganhar contra [o Presidente dos Estados Unidos, Donald] Trump com o mesmo tipo de políticas antigas".

"Tenho absoluta confiança de que venceremos a indicação democrata e derrotaremos o Presidente mais perigoso da história deste país", disse Sanders, chegado à "super terça-feira" com uma ligeira vantagem sobre Biden (60 delegados contra 54, respetivamente) após a votação nos quatro primeiros estados: Iowa, New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul.

Michael Bloomberg reavalia se continua na corrida

À parte de Biden e Sanders, a "super terça-feira" foi dececionante para os outros três democratas ainda na corrida: a senadora Elizabeth Warren, o bilionário Michael Bloomberg e o congressista Tulsi Gabbard.

Warren obteve resultados bastante discretos na maioria dos 14 estados, incluindo o próprio Massachusetts, onde ficou atrás de Biden e Sanders com 20% dos votos.

Além dos resultados fracos nos quatros estados que foram a votos antes da "super terça-feira", a senadora nunca terminou acima do terceiro lugar. Os resultados de terça-feira podem acelerar a saída da corrida, de acordo com a agência de notícia Associated Press (AP).

Também o bilionário Michael Bloomberg, que optou por entrar na corrida à nomeação democrata só na "super terça-feira", obteve resultados muito abaixo das expectativas, depois de ter gastado mais de 500 milhões de dólares (448 milhões de euros) na campanha.

A AP adiantou que Mike Bloomberg vai reavaliar hoje se permanece na corrida democrata à Casa Branca.

Por seu lado, Donald Trump ganhou, sem surpresas, a "super terça-feira" do Partido Republicano.

Trump foi acompanhando as eleições democratas e através da rede social Twitter distribuiu mensagens para os candidatos Warren e Bloomberg, apelidados de "Pocahontas" e de "Mini Mike", respetivamente, por causa dos maus resultados de ambos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG