Suécia. Mãe manteve filho trancado em casa quase 30 anos

Caso está a chocar a opinião pública sueca. Homem de 41 anos esteve preso pela mãe em casa desde que tinha 12 anos.

A polícia sueca deteve uma mulher, septuagenária, que manteve o seu filho fechado em casa durante quase trinta anos.

"Ele mal conseguia andar", disseram as autoridades policiais sobre a vítima, de 41 anos, que vivia num apartamento da família num bairro de Estocolmo, Haninge. O homem foi encontrado com feridas infetadas, desnutrido e quase sem dentes.

"A mãe é suspeita de privação ilegal de liberdade e de causar danos físicos", disse o porta-voz da polícia à AFP.

Segundo os jornais Expressen e Aftonbladet, a mãe manteve o filho preso por 28 anos depois de o tirar da escola quando ele tinha 12. "O alerta foi dado por um familiar ao ver o filho", confirmaram as autoridades, em nota à imprensa.

De acordo com a imprensa sueca, o homem tinha feridas infetadas nas pernas e mal conseguia andar ou falar. A polícia não confirmou esses detalhes, mas disse que teve de ser hospitalizado.

"Havia urina, lixo e pó. Cheirava a mofo (...) Há anos que ele não se limpava", disse o familiar que descobriu a vítima. Segundo acrescentou, pilhas de lixo dentro do apartamento mal permitiam que lá se entrasse.

"Estou chocado, mas ao mesmo tempo aliviado. Esperei por este dia por 20 anos porque sabia que ela tinha o controlo total de sua vida, mas nunca imaginei essa magnitude", disse o familiar. "Estou grato por ele ter recebido ajuda e por ter sobrevivido", afirmou ainda.

Mais Notícias