Reino Unido com o maior registo de casos diários desde 1 de maio

Foram contabilizadas 6.178 infeções em 24 horas, tendo morrido 37 pessoas. É uma subida significativa no número de casos.

O Reino Unido registou 6.178 novas infecções nas últimas 24 horas, um aumento significativo em relação às 4.926 de terça-feira e o número mais alto dos últimos quatro meses: desde 1 de maio que não havia um registo tão elevado de novos casos diários.

No balanço do dia figuram mais 37 mortes provocadas pela covid-19. O total de mortes é agora de 41.862 e o número de infeções no Reino Unido é 409.729.

Este aumento de casos ocorre numa altura em que o governo do Reino Unido anunciou uma nova vaga de medidas restritivas numa tentativa de conter o número crescente de infeções.

Contudo, como adverte o jornal The Guardian, "as comparações com os dados da Primavera são enganadoras". Explica que atualmente "são realizados mais do que o dobro dos testes todos os dias" e embora os números de casos agora sejam semelhantes, tal "não significa que a propagação do vírus seja a mesma já que nos meses iniciais da pandemia muitos casos positivos estavam a ser "perdidos" por não serem testados".

Na terça-feira, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou o fecho de pubs, bares e restaurantes em Inglaterra às 22.00 a partir da próxima quinta-feira, para tentar travar o crescimento de novos casos de covid-19. Perante o avanço da pandemia, o executivo britânico elevou o grau de alerta do terceiro para o quarto nível, numa escala de cinco, o que reflete um "alto risco de transmissão" e a necessidade de medidas de distanciamento social. Além de impor um encerramento mais cedo dos estabelecimentos, as novas restrições vão impedir o consumo ao balcão, ficando o serviço restringido às mesas. Também não serão permitidas reservas de mesa para mais de seis pessoas.

Mais Notícias