Queda de helicóptero. "A melhor história de sobrevivência da década"

Três homens que iam a bordo de helicóptero caído nas águas geladas do Antártico nadaram durante 20 minutos para chegar à costa, construíram uma cabana e esperaram pelo resgate

Três homens sobreviveram à queda de um helicóptero nas águas geladas do sul da Nova Zelândia. Para sobreviver, os homens nadaram até à costa durante a noite e acamparam numa ilha durante horas, até serem resgatados.

O piloto do helicóptero, Andrew Hefford, o paramédico, John Lambeth, e um membro da equipa de resgate, Lester Stevens, encontram-se a recuperar num hospital depois de terem sido encontrados na passada terça-feira numa ilha localizada 450 quilómetros a sul da Nova Zelândia, segundo as declarações do Centro de Coordenação de Resgate.

O helicóptero desapareceu na segunda-feira, perto das ilhas Auckland, a caminho de uma evacuação médica num navio de pesca. O Centro de Coordenação iniciou as operações de busca logo após receber um relatório da aeronave desaparecida, mas havia pouca esperança de encontrar sobreviventes, devido às aguas geladas e à deterioração das condições climáticas do Oceano Antártico. Cinco navios de pesca trabalharam durante a noite na área, procurando pelos homens, segundo o Centro.

Um dos sobreviventes, Stevens, disse ao portal de notícias online Stuff ter ficado inconsciente quando a aeronave embateu na água. O homem recorda-se de nadar de costas e de chutar os pés, enquanto Lambeth e Hefford o arrastavam para fora de água. Uma vez em terra, os homens c onstruíram uma cabana e esperaram pelo resgate. O trio terá nadado cerca de 20 minutos para chegar à costa, segundo o New Zealand Herald. "Sabe, nós apenas fizemos o que fizemos e sobrevivemos", resumiu Stevens ao Stuff.

No dia seguinte, um barco de pesca avistou uma porta do helicóptero e, logo depois, o trio foi visto a andar pela praia, de acordo com o Centro de Coordenação. "Ficámos em êxtase", disse Sean Mullay, um dos pilotos que faziam parte da missão de resgate à Radio New Zealand (RNZ). "Era inacreditável vê-los ainda vivos. Foi um grande momento". Mullay disse que os três homens foram fáceis de detetar, devido a estarem vestidos com casacos grandes e laranjas.

O diretor do Centro de Coordenação de Resgate, Kevin Banaghan, disse em comunicado que a tripulação do helicóptero foi treinada para situações de emergência e estava a utilizar roupas de imersão em água fria, que podem manter as pessoas em temperaturas de água tão baixas como 30 graus Celsius negativos.

A Southern Lakes Helicopters, dona da aeronave abatida, afirmou à RNZ ser necessária uma investigação para descobrir o porquê do localizador de emergência do helicóptero ter falhado.

O presidente executivo, e também piloto, Richard Hayes disse que encontrar os três homens vivos foi o ponto alto da sua carreira. "Acabámos com o melhor resultado que se pode imaginar" confessou à RNZ, acreditando tratar-se da melhor história de sobrevivência da década. "É a melhor que eu ouvi em muito tempo, e já acorri a muitas. Penso que ganhámos a lotaria".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG