Primark recolhe t-shirt. Dizem que é "racista"

As lojas do Reino Unido deixaram de vender a peça da coleção oficial da série "The Walking Dead"

A Primark britânica deixou de vender uma t-shirt da coleção dedicada à série televisiva The Walking Dead depois de um cliente a ter considerado racista.

A t-shirt em causa mostra um taco de baseball manchado de sangue sobre as palavras "eeny, meeny, miny, moe", o que é uma lengalenga semelhante ao nosso "um, dó, li tá...". Só que a versão original da tal lengalenga terminava com "catch a nigger by his toe", o que significa "apanha um negro pelo dedo do pé". Uma frase que não está escrita na t-shirt, que caiu em desuso, mas que chocou um cliente da cadeia de roupa em Sheffield, Reino Unido.

"Ficámos chocados quando ficamos frente a frente com uma t-shirt nova com um texto e imagem racialmente explícitos", disse Ian Lucraft ao The Star, adiantando que se sentiu tão ofendido que só pode imaginar que ninguém de todas as pessoas envolvidas no processo de encomenda tenha noção da mensagem subliminar daquela palavras.

"Todos sabemos como é que acaba" a lengalenga, referiu ao jornal, defendendo que a mensagem da t-shirt é uma ameaça direta a uma agressão racista.

Devido precisamente ao caráter racista da última parte da lengalenga, que já é anterior a 1820, esta deixou praticamente de ser utilizada e substituída por uma outra: "catch a tigger by his toe". Foi essa a expressão que a personagem Negan, interpretada por Jeffrey Dean Morgan, usa num popular episódio de The Walking Dead.

A Primark decidiu retirara a t-shirt das lojas depois de ter recebido a queixa do cliente e lembrou que a peça em causa faz parte dos produtos oficiais da série televisiva norte-americana e que, portanto, é alheia à mensagem da mesma. A cadeia de lojas pediu desculpa pelo incidente, garantindo que qualquer ofensa que se tenha registado não foi intencional.

O DN aguarda esclarecimento da marca para saber se a referida t-shirt está à venda em Portugal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG