Presidente chinês exige mais ordem social e o controlo da internet

Xi Jinping quer ver reforçada a aplicação da ordem na luta contra os rumores e as críticas relacionadas com o coronavírus, noticiou a imprensa estatal.

O governo deve "reforçar (...) o controlo dos meios de comunicação online" e "reprimir aqueles que se aproveitam [da epidemia] para espalhar rumores", disse Jinping num discurso de dia 3 e que só foi publicado pela agência noticiosa Xinhua no sábado.

A sua intervenção é difundida num momento em que o descontentamento público parece manter-se devido à gestão de uma epidemia que já contaminou 66 mil pessoas na China e matou mais de 1.500. Nas redes sociais, os censores permitiram a difusão das críticas dos principais políticos locais em Hubei, a província no epicentro da crise. Na quinta-feira, os dois principais líderes do Partido Comunista da China (PCC) em Hubei e Wuhan, a capital da província, foram demitidos. Foram severamente criticados pelos compatriotas pela resposta tardia à epidemia.

Os censores, todavia, foram eficazes em apagar as mensagens de revolta e os apelos à liberdade de expressão publicados na semana passada após a morte de Li Wenliang, o médico oftalmologista que alertou para o caso no início da epidemia e que acabou por morrer infetado com o Covid-19.

O termo "rumor" é usado pelo governo para denunciar notícias falsas, mas também qualquer informação que seja perturbadora para o PCC.

O presidente da República Popular da China afirmou que o destacamento de forças policiais "deve ser intensificado" para promover a "estabilidade social". Disse ainda que se deve reprimir aqueles que se aproveitam da crise para especular ou enriquecer a vender equipamentos médicos ou medicamentos falsificados.

Jinping também incitou os membros do PCC a "ousarem criticar" os membros do partido que não seguem instruções oficiais ou falham no cumprimento das suas funções.

Mudança de tática

Xi Jinping permaneceu afastado dos holofotes durante as primeiras semanas da crise, ao ponto de o New York Times perguntar em título pelo paradeiro do todo-poderoso líder chinês. Mas agora a televisão estatal mostra todos os dias Xi a presidir a reuniões ou em visitas de campo, já que o governo proclamou uma "guerra do povo" contra a epidemia.

No domingo, é publicado um artigo do presidente chinês sobre a prevenção e controlo da epidemia de pneumonia na Qiushi, revista do Comité Central do PCC, uma transcrição de um discurso numa reunião do Comité Permanente da Mesa Política do Comité Central do PCC.

Segundo a Xinhua, o artigo do também secretário-geral do Comité Central do PCC e presidente da Comissão Militar Central, destaca a importância de garantir o sucesso na prevenção e controlo do Covid-19,porque a epidemia afeta diretamente a vida e a saúde das pessoas, a estabilidade económica e social em geral e a abertura do país.

O artigo sublinha a necessidade de salvaguardar a estabilidade social, a promoção da educação e comunicação públicas, bem como de assegurar um desempenho económico estável.

Mais Notícias