Museu do Louvre encerra ao público por causa do risco de inundações

O objetivo é colocar num local seguro, nos pisos superiores, as obras que estão em zonas inundáveis

O museu do Louvre vai ser encerrado ao público na sexta-feira para permitir a retirada "a título preventivo" das obras de reserva mantidas nas caves e ameaçadas pela subida do caudal do rio Sena, anunciou a direção.

"O objetivo consiste em colocar num local seguro as obras que estão em zonas inundáveis, deslocando-as para os pisos superiores", precisaram os responsáveis do Louvre, que decretaram um "alerta geral" na sequência das chuvas persistentes na capital parisiense e a subida do caudal do rio.

O Louvre é o museu mais visitado do mundo, com cerca de nove milhões de visitantes por ano, e em 2002 pôs em prática um plano específico de prevenção face a possíveis inundações.

O programa, segundo o comunicado, inclui a observação diária do nível do Sena, a criação de um registo sobre as obras que devem ser transferidas para pisos superiores, a instalação de dispositivos de evacuação de água ou o projeto de transferência das suas obras de reserva para a localidade de Liévin.

Em maio a cidade de Paris registou o mês mais chuvoso desde 1873 e as águas do Sena já alcançaram os 5,10 metros, com a direção do museu a ativar a "célula de crise" após recomendação do seu serviço de prevenção e segurança.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG