Mulher acusada de matar o namorado, de o cozinhar e servir a trabalhadores

Uma marroquina que vive nos Emiratos Árabes Unidos viu o crime ser descoberto porque encontraram um dente no liquidificador.

Uma mulher marroquina que vive na cidade de Al Ain, nos Emiratos Árabes Unidos, foi acusada de ter matado o namorado e cozinhado os seus restos mortais, que serviu depois a trabalhadores paquistaneses.

O crime foi há três meses, mas só recentemente foi descoberto quando um dente humano foi encontrado dentro de um liquidificador. De acordo com a Associated Press, a mulher de 30 anos acabou por confessar o homicídio à polícia, garantindo ter-se tratado de um momento de "insanidade", aguardando agora pela conclusão da investigação para depois ir a julgamento.

A relação entre ambos durava há sete anos, mas a mulher decidiu matar o namorado depois ele lhe ter dito que estava a pensar casar-se com uma outra mulher também marroquina.

A polícia não revelou entretanto a forma como o homem foi assassinado, mas assegurou que a suspeita cozinhou os restos mortais do namorado num prato tradicional dos Emiratos, composto por arroz e carne, que depois serviu a trabalhadores paquistaneses que trabalhavam perto da sua residência.

O crime foi descoberto quase por acaso, quando, segundo o jornal de Abu Dhabi The National , o irmão foi a casa da vítima procurá-lo e encontrou um dente humano no dentro do liquidificador, tendo depois feito queixa na polícia que confirmou a identidade através de testes de ADN.

De acordo com a polícia, inicialmente a mulher suspeita justificou ao irmão que tinha expulsado o namorado de casa, mas mais tarde acabou por admitir o crime durante o interrogatório policial.

Mais Notícias