Menino de 5 anos angaria um milhão de euros para hospital em Londres

As pernas de Tony Hudgell tiveram de ser amputadas quando ele era bebé. Já com as próteses, ele decidiu fazer uma caminhada de 10 quilómetros para ajudar o hospital que o tratou.

Um menino de 5 anos com duas próteses no lugar das pernas fez uma caminhada de mais de 10 quilómetros e conseguiu angariar mais de 1 milhão de euros para o hospital que salvou a sua vida quando ele tinha apenas algumas semanas de vida.

Tony Hudgell perdeu as duas pernas depois de, ainda recém-nascido, ser vítima de violência por parte dos seus pais biológicos. Na altura, foi internado Hospital Infantil Evelina, em Londres, e esteve quase a morrer.

Tony só recentemente aprendeu a andar com a ajuda de muletas mas decidiu fazer esta caminha inspirado pelo "Capitão Tom" Moore, o veterano que se tornou uma celebridade nacional depois de arrecadar mais de 35 milhões de libras para o Serviço Nacional de Saúde da Grã-Bretanha dando 100 voltas ao seu quintal, segundo a página JustGiving.

O menino queria angariar 500 libras para o hospital que o tratou fazendo um caminhada durante o mês junho, mas rapidamente ultrapassou o seu objetivo e conseguiu arrecadar 1,1 milhão de libras nas ua página de angariação de fundos.

Tony terminou a sua caminhada na terça-feira perante uma multidã, na sua cidade natal, West Malling, sudeste da Inglaterra, e comemorou com a sua família adotiva. "É incrível pensar que, há poucas semanas, Tony mal podia dar alguns passos. Ele é um razpaz muito forte e determinado e estamos muito orgulhosos", disse a mãe Paula Hudgell.

O menino recebeu apoio de várias celebridades britânicas, incluindo a duquesa de Cambridge, o ex-primeiro ministro David Cameron e o jogador de futebol do Chelsea César Azpilicueta.

"Estamos muito impressionados com os progressos dele", comentou Caroline Gormley, diretora de captação de recursos do hospital, em comunicado. "A sua força e a generosidade de todos os que doaram farão uma diferença incrível. Ele deixou toda as pessoas do Evelina London bastantes orgulhosas."

Mais Notícias