Lava Jato faz buscas em casa de José Serra

O antigo candidato a presidente, hoje senador, é suspeito de lavagem de dinheiro enquanto governador de São Paulo, na década passada. Em causa, transações com a construtora Odebrecht.

A Operação Lava Jato denunciou o ex-governador de São Paulo e ex-candidato à presidência em 2002 e 2010 José Serra, do PSDB, por lavagem de dinheiro e a polícia federal começou a fazer buscas na sua casa, na manhã desta sexta-feira. Verônica Serra, filha do hoje senador, também foi denunciada pelo mesmo crime.

Segundo a denúncia, a construtora Odebrecht, em torno da qual parte das operações da Lava Jato se realizaram, pagou a José Serra cerca de 4,5 milhões de reais entre 2006 e 2007, supostamente para uso nas suas campanhas ao governo do estado de São Paulo. Mais cerca de 23 milhões entre 2009 e 2010, em transações com a Dersa, empresa estatal da área rodoviária.

No fim de 2006, conforme a denúncia, Serra solicitou o pagamento daqueles 4,5 milhões de reais para uma offshore a Circle Techincal Company, indicada pelo empresário e seu amigo José Pinto Ramos. As informações são de Pedro Novis, executivo que intermediava a relação com a Odebrecht e hoje colabora com a justiça,

Na operação da polícia foram cumpridos ainda mais oito mandados de buscas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG