Governador do Rio de Janeiro testou positivo para coronavírus

Wilson Witzel sentiu "dores de garganta e perda de olfato". Dois ministros e o presidente do Senado, entre outros políticos, também estão com a doença. País passou a barreira dos 1500 casos

O governador do Rio de Janeiro anunciou nesta terça-feira que testou positivo para o coronavírus. Wilson Witzel referiu em vídeo no Twitter que "desde sexta-feira" não se vinha "sentindo bem", com "perda de olfato" e "dores de graganta" e pediu para "fazer o teste de Covid". "O resultado foi "positivo", disse.

"Graças a Deus estou me sentindo bem, continuarei trabalhando aqui do Palácio Laranjeiras, mantendo as restrições e as recomendações médicas e tenho certeza que vou superar mais essa dificuldade", acrescentou o político do PSC, de extrema-direita.

Witzel e João Doria, governador de São Paulo, têm mantido um braço-de-ferro com Jair Bolsonaro nas últimas semanas. Os primeiros, tal como a maioria dos outros 25 governadores estaduais, insistem no isolamento social, semelhante ao levado a cabo pela maioria dos países mundo afora mas o presidente da República quer uma flexibilização da quarentena, com reabertura de comércio e regresso às aulas.

Também Helder Barbalho, governador do norte do Pará, partilhou um vídeos no Twitter a anunciar que acusou positivo no teste à doença.

Barbalho, de 40 anos, disse ser assintomático, e fez um apelo. "Este vírus é extremamente contagioso, não conhece idade ou classe. Todos estão expostos. Então, por favor, fiquem em casa", pediu.

Antes de Witzel e de Barbalho, outros políticos brasileiros contraíram a doença. Os ministros do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e de Minas e Energia, Bento Albuquerque, além do chefe da Secretaria de Comunicação Social da presidência da República, Fabio Wajngarten.

Os três estiveram com Jair Bolsonaro em visita oficial aos Estados Unidos. Outros 12 integrantes dessa viagem testarem positivo ao Covid-19.

O presidente brasileiro fez o exame para detectar a doença mas disse que o seu resultado deu negativo. e recusou pedidos da imprensa para divulgar o exame.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre também foi diagnosticado.

De acordo com dados do Ministério da Saúde divulgados nesta terça-feira, existem 25.262 casos confirmados de Covid-19 no Brasil, com 1.532 mortes confirmadas pela doença.

Notícia atualizada às 7:20 (15 de abril)

Mais Notícias