Dois novos atentados em Bagdad. Dia sangrento na capital do Iraque

Horas antes destes atentados, um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico matou 64 pessoas num mercado do bairro xiita de Sadr City, no norte de Bagdad

Pelo menos 18 pessoas morreram hoje em dois atentados em Bagdad, algumas horas depois de um ataque particularmente mortífero na capital do Iraque que fez 64 mortos, afirmou uma fonte da polícia iraquiana.

Os dois ataques envolveram carros armadilhados e foram perpetrados nos bairros de Kazimiyah (de maioria xiita e na zona norte de Bagdade) e de Jamea (de maioria sunita e na zona oeste de Bagdad), indicou a mesma fonte.

Pelo menos 41 pessoas ficaram feridas nos dois atentados.

O ataque em Kazimiyah foi realizado por um suicida que se fez explodir num carro armadilhado e foi o mais mortífero, com 12 vítimas mortais e 23 feridos.

Em Jamea, um carro armadilhado que estava estacionado neste bairro explodiu, provocando seis mortos e 18 feridos.

Horas antes destes atentados, um ataque reivindicado pelo grupo extremista sunita Estado Islâmico (EI) matou 64 pessoas num mercado do bairro xiita de Sadr City, no norte de Bagdad.

Segundo a polícia iraquiana, este ataque também fez 87 feridos e provocou danos em vários edifícios de habitação e automóveis.

O bairro de Sadr City é onde se concentram muitos dos apoiantes do clérigo radical xiita Moqtada al-Sadr, que nos últimos meses liderou um movimento de protesto contra o Governo de Bagdad.

O grupo Estado Islâmico, sunita, visa frequentemente os xiitas, que constituem a maioria da população iraquiana.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG