Cartoon do reencontro da família Bush no céu torna-se viral

Cartoonista norte-americano desenhou o reencontro entre George H.W. Bush, Barbara Bush e a sua filha Paulina "Robin" Bush, que morreu em 1953 com leucemia. Desenho não deixou indiferente a família Bush

O ex-presidente dos EUA George H. W. Bush morreu na passada sexta-feira aos 94 anos. Foi com esta notícia que Marshall Ramsey, cartoonista do Mississippi Clarion Ledger, foi acordado pela mulher no mesmo dia. De imediato, o desenhador voltou a uma ideia que teve quando ex-primeira-dama Barbara Bush morreu em abril: um cartoon para o antigo líder norte-americano, que ficou doente poucos dias depois.

No entanto, e como disse ao Washington Post, o ex-presidente dos EUA era um homem "rijo" e a ideia ficou de parte. Com a notícia de sexta-feira, Marshall Ramsey foi novamente ao papel e desenhou um cartoon que se está a tornar viral. No desenho, George H.W. Bush encontra-se com a mulher e com a filha Pauline "Robin" Bush, que morreu em 1953, com leucemia.

No jornal para o qual desenha, o cartoonista escreveu um artigo em que explica que este último cartoon é como um fim para o que desenhou aquando da morte de Barbara Bush, em que desenho apenas a antiga primeira-dama e a filha Robin. "Rapidamente fiz um rascunho do Presidente Bush a sair do seu Avenger da II Guerra Mundial e a reunir-se com a família", escreveu Ramsey. No desenho, Barbara e Robin dizem: "Esperámos por ti".

O cartoon, que no Twitter já ultrapassa as quatro mil partilhas e os 12 mil gostos, captou a atenção de várias pessoas, inclusivamente de Jenna Bush Hagger, neta do casal que se encontra à entrada no céu no desenho de Marshall Ramsey. Jenna partilhou a imagem nas redes sociais e escreveu que o desenho lhe trouxe algum "conforto".

"A maioria dos meus cartoons sobre George H.W. Bush não foram lisonjeiros, mas este é. Vá com deus, Presidente Bush, sei que está a partilhar um gigante abraço neste momento com Barbara e Robin", finalizou o artista no seu artigo.

Ainda nas redes sociais, o cartoonista refere que o antigo líder norte-americano o marca porque foi "o primeiro Presidente que desenhou".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG