Argélia. As outras eleições do dia foram marcadas por manifestações

Povo saiu à rua, não para votar, mas para protestar contra os candidatos do regime.

Após quase dez meses de um protesto popular que acabou com o afastamento do presidente Abdelaziz Bouteflika, há anos em débil estado de saúde, e que iria recandidatar-se, os argelinos foram chamados para votar no seu sucessor num dia marcado por protestos contra as eleições em Argel e incidentes na Cabília.

Destacada para o coração da capital, durante toda a manhã, a polícia interveio para tentar impedir qualquer reunião, como fez com sucesso em Oran (oeste), a segunda maior cidade do país.

Em Argel, os manifestantes, em maior número, romperam um cordão policial que bloqueava o acesso ao cruzamento da Grande Estação dos Correios, um ponto de encontro simbólico para o Hirak, o movimento de protesto que abala a Argélia desde fevereiro. O Hirak apelou para o boicote ao escrutínio.

"O povo quer a independência!", cantou a multidão, demonstrando a rejeição pelos cinco candidatos, que dizem ser todos do sistema controlado pelos militares. Os que não dispersaram até ao final da tarde foram alvo da violência policial, segundo a AFP.

Os manifestantes tinham também invadido uma assembleia de voto no centro da cidade.

Além de Argel, há registo de protestos noutros pontos do país. Os mais graves decorreram na região da Cabília, onde vive a maioria dos 10 milhões dos berberes (em 42 milhões no total), que se sentem historicamente discriminados. Na cidade de Tizi Ouzou, segundo a AFP, os manifestantes tentaram entrar no edifício municipal, tendo a polícia respondido com gás lacrimogéneo e, no final, registaram-se vários feridos de ambos os lados.

Segundo o presidente da Autoridade Nacional Eleitoral Independente, Mohamed Charfi, a afluência chegou aos 33% às 17.00 locais, valor quatro pontos percentuais inferior registado, à mesma hora, nas presidenciais de 2014. Nessas eleições registou-se a participação de 50,7% dos inscritos.

As urnas encerraram às 19.00 locais.

Mais Notícias