Aos 138 anos. Irão anuncia morte do seu cidadão mais velho

Documentos de identidade mostram que Ahmad Soufi nasceu a 28 de fevereiro de 1882

O Irão anunciou esta quinta-feira a morte do seu idoso mais velho, um curdo que teria 138 anos de acordo com seus documentos de identidade.

Ahmad Soufi morreu na quarta-feira, em Saqqez, na província do Curdistão (oeste do Irão), informou a agência oficial IRNA, destacando que "morreu de velhice".

A agência publicou uma cópia de seu "chenasnameh" (caderno da família) e do seu documento de identidade, indicando, um e outro, uma data de nascimento que remete ao século XIX, 28 de fevereiro de 1882, o que significa que Soufi nasceu no mesmo ano em que o antigo presidente norte-americano Franklin D. Roosevelt, o qual morreu... em 1945.

Segundo os seus documentos, Soufi morreu com uma idade muito mais avançada do que a que tem agora a japonesa Kane Tanaka, nascida em 2 de janeiro de 1903 (117 anos), e que é considerada a "decana" da Humanidade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG