'Aki', a cadela que farejou mais de 247 mil euros no aeroporto de Frankfurt

A pastora-belga-malinois de 9 anos detetou, em poucos dias, 12 passageiros que transportavam dinheiro não declarado no valor de 247 280 euros. Farejar notas é a sua especialidade.

"Dinheiro não tem cheiro", diz um ditado, mas para Aki, uma cadela do aeroporto de Frankfurt, esta velha máxima não deve ser tida em consideração. O seu olfato apurado já permitiu detetar quase um quarto de milhão de euros entre os pertences de passageiros em poucos dias.

Entre o final de junho e início de julho, uma dúzia de viajantes suspeitos foram farejados por esta pastora-belga-malinois de 9 anos, o que permitiu a apreensão de 247 280 euros não declarados, informou a alfândega do maior aeroporto da Alemanha nesta quarta-feira.

O dinheiro estava em carteiras, mochilas e bolsos internos de casacos, entre outros.

A cadela, treinada para farejar apenas notas de dinheiro, detetou em particular quase 52 mil euros na bolsa de um viajante.

"Com o seu nariz afiado, Aki apoia os funcionários alfandegários na luta contra a evasão fiscal, lavagem de dinheiro e terrorismo internacional", disse Isabell Gillmann, porta-voz da alfândega em Frankfurt, capital dos negócios da Alemanha.

Os passageiros devem declarar o dinheiro vivo quando entram ou saem da União Europeia (UE), caso o valor ultrapasse os dez mil euros.

Desta forma, uma dúzia de passageiros foram multados por tentarem sair da UE sem ter declarado devidamente o dinheiro que levavam consigo.

Em 2019, os funcionários da alfândega em Frankfurt apanharam passageiros que carregavam um total de cerca de 23,6 milhões de euros em dinheiro não declarado.

Os cães farejadores alemães também podem ser usados na batalha contra o coronavírus.

Investigadores da Universidade de Medicina Veterinária de Hanôver descobriram em julho que o melhor amigo do homem pode detetar covid-19 em amostras humanas, sugerindo que no futuro podem ser colocados em centros de transporte ou eventos desportivos.

Mais Notícias