Morre ao preparar festa onde iria revelar se iria ser pai de um menino ou menina

Christopher Pekny estava a construir um dispositivo que iria usar na festa de revelação do sexo do bebé, o seu primeiro filho. O aparelho acabou por explodir provocando a morte ao norte-americano, de 28 anos. A explosão atingiu o irmão da vítima que teve de reconstruir um joelho.

Num dia que devia ser de preparação para uma festa, a tragédia aconteceu. Um norte-americano, de 28 anos estava a construir um dispositivo para a celebração onde iria revelar se iria ser pai de um menino ou menina quando o pior acabou por ocorrer. O aparelho explodiu e ele morreu. Ia ser pai pela primeira vez.

A fatalidade aconteceu no estado de Nova Iorque. Na cidade de Liberty, Christopher Pekny estava a montar o dispositivo para usar na festa de revelação do género do filho quando o aparelho explodiu pouco antes do meio-dia de domingo.

A explosão, que ocorreu numa garagem em Catskills, provocou também ferimentos no irmão de Pekny, informou a polícia.

Irmão ferido pela explosão está estável, após uma reconstrução do joelho

Michael, de 27 anos, teve mesmo de ser levado para o hospital, onde os médicos conseguiram reconstruir-lhe o joelho, conta o mais velho dos três irmãos, referindo que o estado de saúde é estável.

Em conversa telefónica com o The New York Times, Peter Pekny Jr., de 34 anos, referiu-se ao que aconteceu como o acidente "mais bizarro" que alguma vez podia imaginar, embora não saiba o que esteve na origem da explosão.

As autoridades não revelaram que tipo de dispositivo estava a ser manuseado pelos irmãos, mas está em curso uma investigação para averiguar o que desencadeou a explosão, não sendo ainda conhecido o material do aparelho.

Peter Pekny Jr. contou que o irmão que morreu gostava de mecânica e de reconstruir e desmontar e montar carros.

Christopher Pekny soube pouco antes do Natal que a namorada estava grávida. "Estava realmente entusiasmado por começar uma família", recorda o irmão mais velho.

Desde 2019, duas mortes foram associadas a este tipo de festas

O jornal norte-americano, que cita o porta-voz da polícia estadual, Steven Nevel, refere que o dispositivo consistia numa espécie de cano, que deveria ser usado para a festa de revelação do sexo do primeiro filho de Christopher Pekny.

Refira-se que em alguns países, como nos EUA, é comum futuros pais reunirem a família e amigos para revelarem o sexo do bebé. Muitas vezes recorre-se ao uso de fogo-de-artifício, por exemplo, para revelar se vão ser pais de uma menina ou um menino.

Escreve o The New York Times que o uso de dispositivos explosivos neste tipo de festas esteve associado a, pelo menos, duas mortes, desde 2019, e dois grandes incêndios florestais.

Um mês depois de ter sido atingido por estilhaços "de um pequeno dispositivo do tipo canhão", um homem do Michigan morreu no início deste mês. O engenho explodiu quando foi disparado durante uma festa para celebrar a chegada de um bebé.

Um incêndio florestal na Califórnia, em setembro de 2020, e um outro no Arizona, em 2017, terão sido desencadeados por festas de revelação do género do bebé.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG