Exclusivo Joe Biden promete combater o avanço do autoritarismo

Presidente enunciou as prioridades da política internacional dos EUA, entre as quais o fim da aliança com a Arábia na guerra com o Iémen e enfrentar a China e a Rússia.

Uma mudança de rumo em quase todos os temas das relações externas em relação ao mandato de Donald Trump foi estabelecida num discurso proferido pelo novo presidente no Departamento de Estado. A administração Biden está comprometida em cumprir o papel de líder e de exemplo democrático nas alianças globais, uma responsabilidade que inclui combater através da diplomacia o "avanço do autoritarismo", mas também pôr fim à aliança militar com os sauditas na guerra com o Iémen, ou voltar a abrir as portas aos refugiados.

"A mensagem que eu quero que o mundo ouça: os Estados Unidos estão de volta. A diplomacia está de volta ao centro da nossa política externa", começou por dizer Joe Biden, que sistematizou as ideias que havia, de forma dispersa, dado a conhecer durante a campanha eleitoral, e aflorado no discurso de tomada de posse, há 15 dias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG