Frio congela parques de energia eólica do Texas e leva a cortes de energia

Mais de 2,6 milhões de pessoas enfrentaram problemas no fornecimento de energia elétrica, segundo a PowerOutage.US, numa altura em que as temperaturas em Houston caíram para -9º C

A tempestade de gelo oriunda do Ártico que está a afetar os Estados Unidos congelou os parques de energia eólica do Texas e afetou em quase metade a capacidade de geração de energia no domingo.

Este é apenas um dos efeitos que de um raro frio congelante que atingiu aquele que até é o estado mais a sul dos Estados Unidos. Segundo o Serviço Meteorológico Nacional (NWS), o vento ártico provocará recordes de baixas temperaturas.

Respondendo a um pedido do governador Greg Abbott, o novo presidente norte-americano Joe Biden fez uma declaração de emergência para todos os 254 condados texanos, autorizando as agências do país a coordenar ajuda humanitária em caso de catástrofe.

O Conselho de Confiabilidade Elétrica do Texas (Ercot), o operador de rede do estado, emitiu um alerta a pedir aos consumidores e empresas para economizar energia. Dos mais de 25 mil megawatts de capacidade eólica geralmente disponíveis no Texas, cerca de 12 mil estavam fora de serviço na manhã de domingo, disse a Ercot.

Devido às falhas de energia, grandes cidades como Dallas ou Houston ficaram mergulhadas na escuridão durante uma hora de cada vez. Espera-se que as interrupções continuem até ao início desta terça-feira.

"Todos os operadores de rede e todas as empresas de eletricidade estão a lutar para restaurar a energia", disse esta segunda-feira Bill Magness, chefe do Conselho de Confiabilidade Elétrica do Texas, que administra a rede do estado.

Mais de 2,6 milhões de pessoas enfrentaram problemas no fornecimento de energia elétrica, segundo a PowerOutage.US, numa altura em que as temperaturas em Houston caíram para -9º C.

O governador do Texas, Greg Abbott, emitiu uma declaração de catástrofe para o estado, pedindo que "todos os texanos se mantenham em alerta perante um clima extremamente difícil".

As temperaturas caíram em todo o território norte-americano e apenas algumas áreas do sudeste e sudoeste escaparam.

A onda de frio provocou fortes nevões e geadas que criaram um aumento da procura de eletricidade.

O gelo nas estradas causou vários acidentes mortais, incluindo um com mais de cem carros no Texas na semana passada e que fez pelo menos seis mortos.

"Mais de 150 milhões de americanos" estão atualmente sob diferentes tipos de alerta de tempestades de inverno e de geadas, assim como de temperaturas extremas, disse o NWS.

Pelo menos sete estados - Alabama, Oregon, Oklahoma, Kansas, Kentucky, Mississippi e Texas - declararam emergências relacionadas ao clima, segundo a CNN.

A Florida continuará a ser o estado mais quente do território continental dos EUA, com máximas acima do normal e temperaturas que, no geral, rondarão os 27 graus.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG