Bélgica impõe uso de máscara a crianças a partir dos seis anos

Ministro belga destacou importância da vacinação das crianças.

O governo federal da Bélgica adoptou esta sexta-feira um novo pacote de medidas, para enfrentar a onda de covid-19, que pressiona novamente os hospitais no país.

As decisões do comité de concertação federal, que se reuniu pela terceira vez em três semanas, incidem principalmente sobre a vida privada e sobre o ensino.

Na próxima segunda-feira, o uso de máscara tornar-se-á obrigatório para as crianças a partir dos seis anos, incluindo nas escolas, onde as autoridades belgas estimam que ocorre um número significativo de infecções.

Os especialistas traçam um cenário alarmante, com uma elevada circulação do vírus entre as crianças, propondo não só o uso de máscaras, mas também o encerramento imediato de escolas.

A decisão de hoje fica, por isso, aquém da proposta dos especialistas. Os estabelecimentos de ensino, vão manter-se em funcionamento durante mais duas semanas, com regras "rigorosas", em relação ao arejamento de salas.

As escolas serão encerradas uma semana mais cedo para a época festiva, a 20 de dezembro, sendo retomadas 10 dias depois da passagem de ano.

Os alunos do secundário voltam ao ensino à distância, durante as próximas duas semanas, até aos exames que antecedem as férias.

O ministro da Saúde, Frank Vandenbroucke, deu a entender que que as medidas podiam ter sido "ainda mais fortes", admitindo que será "decepcionante" caso venham a revelar-se "insuficientes para apagar o fogo".

O ministro destacou a importância da vacinação infantil, que na Bélgica deverá arrancar no final do mês, mediante o parecer de uma comissão de ética.

Outras medidas

São permitidos eventos desportivos em pavilhões mas "sem assistência". Em relação ao público em eventos desportivos ao ar livre, o governo empurra a responsabilidade para as divisões comunais, que deverão fazer "a adequada gestão da concentração de pessoas".

O horário de bares e restaurantes mantém o limite de funcionamento até às 23.00. O teletrabalho mantém-se obrigatório, nas funções em que é possível.

O governo federal da Bélgica acredita que o pico da pandemia deve estar prestes a ser atingido.

A média de infecções diárias está em 17 861, com 800 camas de cuidados intensivos ocupadas, e uma média de 44 mortes por dia na última semana. Os internamentos continuam a subir, com 316 hospitalizações diárias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG