18 mortos, doentes e enfermeiras, num incêndio em hospital na Índia

A Índia vive atualmente uma crise sanitária sem precedentes, com máximos diários de mortos e infeções há vários dias. Só nas últimas 24 horas, o país registou 401.993 novos casos, um recorde mundial de novas infeções

Pelo menos 18 pessoas morreram nesta madrugada num incêndio que deflagrou num hospital na cidade de Bharuch, no oeste da Índia, incluindo 16 doentes com covid-19 e duas enfermeiras, de acordo com o balanço da polícia.

O balanço inicial dava conta de 15 pacientes mortos, tendo a polícia elevado para 18 o total de pessoas que sucumbiram ao fumo e às chamas, incluindo "16 doentes e duas enfermeiras", disse o agente da polícia Rajendrasinh Chudasama à agência de notícias France-Presse (AFP).

O incêndio começou às primeiras horas da madrugada numa ala de tratamento de doentes de covid-19 do hospital Welfare, em Bharuch, no estado indiano de Gujarat, e já foi declarado extinto.

O fogo terá começado "na sequência de um curto-circuito na unidade de cuidados intensivos do hospital", indicou a polícia.

Os serviços de socorro e os funcionários do hospital conseguiram salvar os restantes doentes, acrescentou a mesma fonte, apontando que se encontram em condição estável.

O incêndio ocorreu numa altura em que a Índia enfrenta um surto devastador de covid-19 que sobrecarregou os hospitais, onde faltam camas, medicamentos e oxigénio.

Em 23 de abril, um incêndio numa unidade de cuidados intensivos de tratamento de covid-19 em Virar, nos arredores de Mumbai, no estado de Maharashtra, fez 13 mortos.

Em 21 de abril, 22 pacientes morreram quando o suprimento de oxigénio foi interrompido devido a uma rutura num tanque, no Hospital Zakir Hussain, na cidade de Nashik, também no estado de Maharashtra, o mais atingido pelo novo surto de covid-19 no país.

A Índia vive atualmente uma crise sanitária sem precedentes, com máximos diários de mortos e infeções há vários dias.

Só nas últimas 24 horas, o país registou 401.993 novos casos, ultrapassando pela primeira vez as 400 mil infeções diárias, um recorde mundial desde que o SARS-CoV-2 foi identificado na China, em dezembro de 2019.

As autoridades sanitárias indianas comunicaram ainda 3.523 mortes nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, a Índia acumulou 211.853 óbitos e mais de 19,1 milhões de infeções, sendo o segundo país do mundo com mais casos, atrás dos Estados Unidos, e o quarto com mais óbitos, depois dos EUA, do Brasil e do México.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.168.333 mortos no mundo, resultantes de mais de 150,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG