UNESCO

Adriano Moreira

A defesa dos valores ocidentais

O fim da Segunda Guerra Mundial, que foi noticiado como "uma alegria coberta de lágrimas", encontrou em homens excecionais a capacidade de recriar um futuro de esperanças. A principal criação foi, da parte dos ocidentais, a organização da ONU, rapidamente secundarizada pela nova Ordem dos Pactos Militares (NATO - Varsóvia), que não impediu os conflitos marginais, sobretudo no sul do globo, com custos humanos que silenciaram praticamente os paradigmas da ONU. A mudança inquietante da circunstância não impediu que a Assembleia Geral adotasse em 2005 o princípio de uma "responsabilidade de proteger", que, como escreveu Delphie Placidi (2011), "provocou a desconfiança de numerosos Estados".