Atentado em Cabul lança mais caos em fuga caótica do Afeganistão

O futuro de Cristiano Ronaldo, os índices de vacinação que são elevados mas que não evitam um alto número de casos diários, e a morte do baterista dos Rolling Stones marcaram a semana.

Sábado

Vacinas. Jovens entre os 12 e os 15 anos surpreendem

Foi uma correria aos centros de vacinação que surpreendeu tudo e todos. No primeiro dia em que as vacinas contra a covid-19 estiveram disponíveis para o seu escalão etário os jovens entre os 12 e os 15 anos compareceram em massa - 118 mil receberam a primeira dose. O sábado ficou ainda marcado pelos aplausos com que o vice-almirante Gouveia e Melo, que até se disse emocionado, foi recebido no centro de vacinação em Alcabideche (Cascais) num grande contraste com os assobios e acusações de "assassino" que tinha ouvido uma semana antes em Odivelas.

Domingo

Ronaldo a suplente e o seu futuro volta a ser notícia

A decisão do treinador da Juventus Massimiliano Allegri de deixar Cristiano Ronaldo no banco de suplentes no primeiro jogo da equipa para o campeonato italiano deu azo a um final de domingo animado nas redes sociais. O tema? O futuro do jogador português que muitos dizem ir deixar o clube até terça-feira - o dia em que fecha a primeira janela de transferências da época -, com o próprio a dizer ser mentira e que não quer que falem mais dessa eventual saída, continua ainda a ser uma incógnita. Certezas deste dia só a que a Juventus empatou (2-2 com a Udinese) e que Ronaldo até marcou um golo que podia valer a vitória. Só que foi anulado. O certo é que no final da semana os rumores confirmaram-se: Ronaldo volta ao Manchester United.

Segunda-feira

Talibãs avisam: é para sair a 31 de agosto. E sem negociação

Com o caos instalado junto ao aeroporto de Cabul devido às milhares de pessoas que tentam deixar o Afeganistão, os EUA e os seus aliados esboçaram uma tentativa para dilatar o prazo de saída do país - que o presidente norte-americano anunciou num discurso a 8 de julho que seria 31 de agosto. Uma ideia que não passou disso mesmo. Por um lado os EUA não estão muito dispostos a prolongar a estada dos seus militares no terreno, por outro, os talibãs não dão margem para essas ideias. "Se os EUA ou o Reino Unido quiserem pedir mais tempo para continuar a retirada, a resposta é não. Ou haverá consequências", respondeu um porta-voz. Sem margem para negociações.

Terça-feira

Charlie Watts. O baterista supremo dos Rolling Stones

Dele diziam ser "um cavalheiro entre rebeldes". Charlie Watts gostava de jazz, mas alcançou a fama como baterista dos Rolling Stones desde 1963 e Elton John retratou-o assim: "Charlie Watts era o baterista supremo. O mais estiloso dos homens e uma companhia brilhante." A morte deste discreto membro da banda aconteceu "em paz, num hospital de Londres, rodeado pela sua família", como anunciou o agente. A sua personalidade e forma de estar foram elogiadas por inúmeros artistas que recordaram o homem que em 1994 disse à revista Rolling Stone: "Nunca correspondi ao estereótipo da estrela de rock. Nos anos 1970, o Bill Wyman e eu decidimos deixar crescer a barba e o esforço deixou-nos exaustos." Charlie Watts tinha 80 anos.

Quarta-feira

Muita gente vacinada, mas casos diários não baixam

A meio desta semana Portugal alcançou a marca de 72% da população com a vacinação completa e 82,05% com uma dose. Ou seja, o país é aquele que na União Europeia está a conseguir mais rapidamente proteger as pessoas elegíveis para a vacinação. Dados muito destacados pelo governo e pela task force. Há, porém, um mas nesta corrida para a proteção da população: os novos casos diários. Neste particular, mesmo com esta elevada taxa de inoculações, o país continua a não mostrar avanços. Tem sido o sexto nos 27 com uma média de casos nos últimos sete dias por milhão de habitantes acima de 220.

Quinta-feira

Suicidas matam uma centena de pessoas em Cabul

Os alertas de que podiam estar para acontecer atentados junto ao aeroporto de Cabul vinham aumentando de volume - o presidente norte-americano, Joe Biden, fez várias intervenções em que falou no assunto - e a concretização dessa ameaça aconteceu neste dia. Dois bombistas suicidas fizeram-se explodir junto à multidão que tenta sair do Afeganistão. Resultado: 15 soldados norte-americanos feridos e 12 mortos, tal como mais de seis dezenas de civis (incluindo crianças). O ataque foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico da Província de Khorasan e mostrou como é frágil a situação na capital afegã.

Sexta-feira

Aulas no ensino superior vão arrancar presencialmente

Com o aproximar de setembro e do início do ano letivo ainda existem dúvidas sobre como vai ser o arranque das aulas nos vários níveis de ensino. No entanto, entre dúvidas, rumores e projeções do que poderá acontecer, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior deixou já uma certeza: nas universidades e politécnicos as aulas vão ser presenciais. Manuel Heitor lembrou as dificuldades dos alunos, o impacte na saúde mental que tem o facto de passarem horas ao computador sem interagirem com os colegas e as vantagem de estar numa sala de aula. Mesmo não afastando a hipótese de haver algum recurso aos meios digitais, lembra o nível de vacinação para justificar esta decisão.Com o aproximar de setembro e do início do ano letivo ainda existem dúvidas sobre como vai ser o arranque das aulas nos vários níveis de ensino. No entanto, entre dúvidas, rumores e projeções do que poderá acontecer, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior deixou já uma certeza: nas universidades e politécnicos as aulas vão ser presenciais. Manuel Heitor lembrou as dificuldades dos alunos, o impacte na saúde mental que tem o facto de passarem horas ao computador sem interagirem com os colegas e as vantagem de estar numa sala de aula. Mesmo não afastando a hipótese de haver algum recurso aos meios digitais, lembra o nível de vacinação para justificar esta decisão.

cferro@dn.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG