Premium Aconteceu em 1933 - A morte de José Malhoa punha Portugal de luto

O pintor português José Malhoa morreu aos 78 anos em Figueiró dos Vinhos, em outubro de 1933, e foi o destaque da edição do DN em que também se noticiou a criação do Secretariado Nacional de Propaganda.

"A arte portuguesa de luto". Na primeira página da edição do Diário de Notícias de 27 de outubro de 1933, a morte do pintor José Malhoa mereceu um destaque central. "Morreu o pintor José Malhoa" foi o título principal de um artigo em que se dava conta de que o corpo do pintor iria ser transportado de Figueiró dos Vinhos para o Cemitério dos Prazeres em Lisboa.

José Malhoa tinha 78 anos e notabilizou-se no naturalismo como autor de quadros em que teve como tema paisagens, cenas de costumes, retratos e nus. O Fado, por exemplo, é uma das suas obras mais conhecidas.

Ler mais

Mais Notícias