Premium CDS-PP. Tudo em aberto para o congresso do sobreviver ou morrer

Mais de mil militantes do CDS-PP decidem a partir de hoje, em Aveiro, quem deverá suceder a Assunção Cristas na liderança do partido. Um partido falido e politicamente de rastos depois das legislativas.

Cinco candidatos à liderança; 11 moções globais; dois dias de discussões, no Parque de Exposições de Aveiro; trabalhos prolongando-se pela noite fora, de sábado para domingo; votações de madrugada. Nas piores circunstâncias possíveis, com o partido reduzido a cinco deputados - tinha 18 -, o CDS volta aos congressos onde tudo está em aberto - na definição do caminho a seguir e de quem o irá liderar. Assunção Cristas fará o discurso de despedida logo no início dos trabalhos, nesta manhã.

E afinal quem é o favorito?

Ler mais

Mais Notícias