Será que há jogo? E que equipa do Sporting entrará em campo?

Equipa leonina tenta o acesso ao playoff da Liga Europa, sem nove jogadores, infetados com covid-19. Jogo com Aberdeen marcado para as 20.00 desta quinta-feira no Estádio José Alvalade.

Indefinição até à hora do jogo devido à covid-19, naquele que poderá ser o primeiro jogo oficial do Sporting na nova temporada desportiva. A UEFA e a Direção-Geral da Saúde só nesta quinta-feira (24 de setembro) decidirão se o jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, entre a equipa leonina e o Aberdeen, previsto para o Estádio José de Alvalade (20.00) se realiza. O protocolo assim o obrigada, mas deverá ser apenas pro forma, uma vez que os leões já tiveram dois testes negativos nesta última semana - o último a 48 horas do jogo como manda o protocolo -, tal como os escoceses. Os leões têm nove jogadores infetados, além do treinador Rúben Amorim e de dois médicos. Já a equipa da Escócia tem dois casos de covid-19 e até foi multada pela federação escocesa por comportamento impróprio, depois de oito atletas terem sido apanhados numa festa.

Na semana passada, um surto de covid-19 levou ao isolamento dos atletas infetados na Academia e obrigou o restante plantel a um estágio no Algarve na tentativa de parar o contágio. Mas com o aparecimento de mais dois infetados, a Liga e a Administração Regional de Saúde do Norte e a ARS de Lisboa e Vale do Tejo decidiram adiar o jogo com o Gil Vicente (tem 19 infetados), da primeira jornada da I Liga 2020-21, previsto para sábado passado.

A equipa manteve-se no Algarve a treinar sob as orientações de Rúben Amorim. O técnico acompanhou os treinos à distância através das plataformas digitais, transmitindo depois orientações a Emanuel Ferro, que vai comandar a formação nos próximos jogos. A equipa voltou ontem ao final da tarde a Lisboa, sendo encaminhada para um hotel, onde ficará até fazer nova viagem para o norte do país, para jogar com o Paços de Ferreira, na 2.ª jornada do campeonato, no próximo fim de semana.

Além do Sporting, também o Gil Vicente, adversário dos leões na primeira jornada da I Liga, registou casos de infeção pelo novo coronavírus (18, no total), assim como o Benfica (um), o Moreirense (um) e o Vitória de Guimarães (um). E pode não ficar por aqui. A cumprir quarentena, depois de ter acusado positivo para o novo coronavírus, o médico João Pedro Araújo, considera que é "muito difícil" os clubes cumprirem a época 2020-21 sem casos de covid-19. "No Sporting, já testámos duas vezes por semana e, depois, uma vez por semana. Mesmo com medidas de segurança, como lavagem das mãos e uso de máscara, tivemos jogadores infetados. É muito difícil ter uma época inteira livre de covid-19", disse o médico, durante um painel dedicado ao futebol no Soccerex, lembrando, no entanto, que as equipas podem "reduzir o risco de contágio", sem nunca o eliminar.

Que equipa em campo?

Apesar da semana atípica, Emanuel Ferro garante que os leões estão "bem preparados" para enfrentar os quartos classificados da liga escocesa. "A resposta de toda a estrutura é de enaltecer, pronta e extraordinária, para que o nosso trabalho permitisse ter o melhor desempenho. Isso dá garantias e fortalece o nosso espírito. Não tivemos presente o líder da equipa técnica, é algo que faz diferença, mas as novas tecnologias permitem minimizar o impacto disso. O Rúben esteve sempre presente. Tentámos preparar da melhor forma a equipa, temos a certeza de que estaremos bem preparados para amanhã", afirmou o técnico, em conferência de imprensa de antevisão ao encontro de hoje, em Alvalade.

Já o central Neto deixou uma imagem de serenidade e confiança antes do encontro europeu. "A nível de mentalidade estamos preparados. Acho que clube respondeu muito bem à situação, que pode acontecer a qualquer clube. Preferíamos que não tivesse acontecido, mas a mensagem foi aceitar, respeitar protocolos, tratar quem teve a infelicidade e quem seguiu na bolha e ter possibilidade de bloquear a transmissão. Foi o que aconteceu. Foi uma semana que não foi normal, mas grupo fechou-se e percebeu que o compromisso estava acima de tudo, e deixámos de lado o eu e valorizámos o nós. Estamos 25 prontos para ir a jogo e queremos demonstrar que valeu a pena", confessou o central leonino, revelando a mensagem de Rúben Amorim ao grupo: "Não olhar para isto [covid-19] como desculpa e mostrar que Sporting tem equipa capaz de passar o Aberdeen."

O jogador leonino lembrou ainda que o Aberdeen já tem oito jogos: "É uma equipa com estilo próprio, jogadores diferenciados na frente e equipa compacta, com bom espírito. Em sete jogos perdeu um. Sabemos do que são capazes, percebemos as coisas boas que têm, mas temos pontos fortes e vamos forçar para tentar que cometam erros e nós sejamos os vencedores."

Com nove jogadores infetados, incluindo dois guarda-redes, que equipa do Sporting entrará em campo frente ao Aberdeen? As incógnitas são muitas, mas os leões devem alinhar com Adán na baliza, Porro, Feddal, Coates, Neto e Antunes, na defesa, Matheus Nunes, Wendel, Jovane, Vietto e Sporar

O clube dos Fergusons. Um brilhou, o outro é um perigo à solta

Horas antes da deslocação a Alvalade, a equipa escocesa perdeu um dos seus jogadores mais influentes. Scott McKenna vai passar a representar o Nottingham Forest, do segundo escalão inglês. O defesa central de 23 anos, que se estreou em 2018 pela equipa principal, será agora colega de Tobias Figueiredo, Yuri Ribeiro, João Carvalho e Tiago Silva no Championship.

Uma saída que não deve "enfraquecer assim tanto o Aberdeen", segundo Ryan Gauld, o ex-leão nascido em Aberdeen, a quem um dia Bruno de Carvalho chamou de "mini-Messi" escocês. Para o atual jogador do Farense, o clube escocês "dará luta ao Sporting" e vão tentar tirar "proveito de todas as dúvidas por causa da pandemia". Em declarações à RR, o escocês identificou ainda os maiores perigos do lado da equipa escocesa: "Acredito que será um jogo equilibrado e as duas equipas terão oportunidades para fazer golos. O Sporting deve ter cuidado com Lewis Ferguson, Scott Wright e Ryan Hedges em particular, todos eles podem fazer a diferença."

Jã Dereck McInnes, o treinador do Aberdeen, admitiu ter alguma vantagem competitiva - tem oito jogos realizados nesta época, enquanto os leões ainda não disputaram qualquer encontro oficial. No entanto, "há que respeitar o Sporting, um clube com muita tradição e que apresenta um grande nível no que toca aos jogadores". Mesmo que se apresente desfalcado: "Sabemos que a covid-19 condicionou um pouco a preparação deles, mas nós também passámos por isso e compreendemos essa situação. Vamos enfrentar uma equipa forte a uma mão, que é sempre mais arriscado para quem vem de fora. Vamos ter de fazer tudo bem para ser a melhor equipa e tentar ganhar o jogo."

Formado em 1903 da fusão de equipas clubes de Aberdeen, só a partir dos anos 50 o clube ganhou importância sob o comando do treinador Dave Halliday. Sucesso que seria depois superado sob o comando de Alex Ferguson, na década de 80, antes de o técnico ir para o Manchester United: três campeonatos escoceses, quatro Taças da Escócia e uma Taça da Liga Escocesa, além da Supertaça Europeia. São um dos clubes mais bem-sucedidos da Escócia, tendo ganho quatro campeonatos, três deles seguidos na década de 80, e sete Taças, além de nunca ter descido de divisão e de não ser campeão desde 1995. Nunca jogaram com o Sporting,

Estatística desfavorável aos leões. Rio Ave com teste difícil em Istambul

A estatística vale o que vale, mas a história não é favorável aos leões em duelos com escoceses. Desde 1962, ano do primeiro encontro, o emblema leonino somou quatro vitórias, contra três empates e sete derrotas em 14 encontros. Saldo negativo, portanto, para os leões em confronto com o país onde nasceu o whisky. A favor, o facto do jogo ser apenas a uma mão - alteração feita pela UEFA devido à pandemia - e jogado em Alvalade.

Tanto o Sporting como o Rio Ave (joga nesta quinta-feira em Istambul, com o Besiktas) precisam ainda de superar o playoff para se juntarem a Sporting de Braga e Benfica (não conseguiu apurar-se para a Champions) na fase de grupos da Liga Europa. A equipa de Vila do Conde superou os bósnios do Borac (2-0, com golos de Tarantini, aos 90', e Nikola Jambor, aos 90'+6') e marcou encontro com os turcos. Se triunfar em Istambul, a equipa de Mário Silva ainda terá de passar por mais um adversário, que sairá do vencedor do encontro entre AC Milan e Bodo/Glimt.

O Sporting defrontará o vencedor do LASK-Dunajska Streda, se passar o Aberdeen, e já sabe que as verbas da participação ficarão retidas até o clube pagar o que deve a Mihajlovic (treinador contratado por Bruno de Carvalho e dispensado por Sousa Cintra quando assumiu a gestão da SAD após a destituição do então presidente e contratou José Peseiro).

Mais Notícias