A 'missa' de Legendary Tigerman é dar um concerto no dia 25 em Lisboa

Em Lisboa, o nascimento de Cristo também se celebra em locais como a Galeria Zé dos Bois, o Musicbox ou o Titanic Sur Mer, que nos últimos anos se transformaram nos templos desta espécie de missa do galo alternativa.

Começou como uma espécie de manifesto anti-Natal, mas, com o passar do tempo, o concerto de The Legendary Tigerman, na Zé dos Bois (ZDB), transformou-se ele próprio numa tradição da quadra, à qual todos gostam de regressar. Paulo Furtado deu início aos concertos Fuck Christmas, I Got the Blues em 2001, numa altura em que, como próprio admite, se sentia "insatisfeito" com o Natal. "É um sentimento que de certeza já afetou toda a gente, porque são demasiadas as expectativas criadas nesta quadra, por vezes impossíveis de concretizar", justifica o músico.

Já antes, nos anos 90, quando fazia parte dos Tédio Boys, Paulo tinha o hábito de dar um concerto natalício em Coimbra, que repetiu no Porto, em 1999, numa das primeiras aparições públicas como Tigerman. Em Lisboa, a primeira tentativa não correu assim tão bem, com uma sala pouco mais que vazia. À segunda encheu e acabou por se tornar, também, uma tradição da quadra.

"O mais curioso foi perceber que havia mais pessoas a pensar como eu. Há vários grupos de amigos que todos os anos vão jantar antes e depois vêm ao concerto. Eu próprio faço o mesmo com os meus técnicos. É também um modo de celebrarmos tudo o que fizemos ao longo do ano", diz Paulo, fazendo questão de sublinhar que nada tem contra o Natal. "Muito pelo contrário, quero que as pessoas sejam felizes no Natal, mas há quem não o seja e este concerto surge como uma alternativa ao excesso de consumismo, à histeria das compras e a um egocentrismo que são totalmente contrários à mensagem de paz e solidariedade desta festa", defende.

Para o concerto deste ano, Paulo Furtado vai regressar ao "formato original de one-man-band", antecipando assim a digressão que vai realizar no próximo ano, neste mesmo formato. Mesmo assim admite que podem acontecer algumas surpresas em palco, "com a presença de alguns amigos", de quem admira o trabalho. Quanto ao alinhamento, será também ele especial: "Vou tocar versões diferentes e temas mais antigos. Trata-se de um espetáculo único e não vai ter nada que ver com o que tenho andado a fazer."

Outro local de habitual peregrinação, na noite do dia de Natal, é o Musicbox, no Cais do Sodré, que pelo terceiro ano consecutivo recebe um concerto dos Capitão Fausto. A noite serve também para reunir a família e os amigos da editora criada pelo grupo, a Cuca Monga. "É uma oportunidade para nos reunirmos todos, músicos e fãs, para festejarmos a amizade e o amor que nos une", diz ao DN o vocalista da banda que neste ano editou o disco A Invenção do Dia Claro, Tomás Wallenstein.

"Não se trata tanto de um concerto dos Capitão Fausto, mas mais de um encontro anual de amigos e estamos a preparar algumas coisas diferentes, vai ser uma noite muito divertida", promete o músico, que nunca antes teve o hábito de ir a concertos rock no dia de Natal - "a não ser nos que tocámos". Tal como aconteceu com o The Legendary Tigarman, também o concerto dos Capitão Fausto "já esgotou há algumas semanas". Quem não conseguiu bilhete, pode sempre ir vê-los ao Campo Pequeno, no dia 7 de março, num outro concerto muito especial, em que surgirão em palco acompanhados pela Orquestra Filarmonia das Beiras.

Mais junto ao rio, é no Titanic Sur Mer que este Natal profano do Rock and Roll se comemora, com "uma não tradição, porque nunca aconteceu, mas que se vai impor logo à primeira e tornar-se uma tradição, apesar de nunca mais se realizar outra vez". Confuso? Talvez, mas é assim mesmo que Manuel João Vieira, o anfitrião e também vocalista dos Ena Pá 2000, apresenta ao DN a festa Ena Tal 2000, na qual a banda é cabeça-de-cartaz. A ocasião serve também para reeditar em vinil o disco Projecto Ena Pá 2000 Project, que pode ser adquirido no local. Além da música, vai haver "vinho quente com canela, bagaço alucinogénio e um tradicional strip de Natal", um programa mais do que adequado, portanto, para as "pessoas profundamente infelizes e cheias de rancor ao Pai Natal" que Manuel João Vieira espera receber nessa noite. Ou seja, estão de portas abertas "a todos aqueles que queiram curar a ressaca natalícia", com uma boa dose de rock and roll.

The Legendary Tigerman

ZDB, Lisboa. 25 de dezembro, quarta-feira, 23.00 €15

Capitão Fausto

Musicbox, Lisboa. 25 de dezembro, quarta-feira, 23.00 €12

Ena Pá 2000

Titanic Sur Mer, Lisboa. 25 de dezembro, quarta-feira, 23.00 €7

Mais Notícias

Outras Notícias GMG