Premium Resultados do referendo e das eleições regionais seguram governo italiano

Esmagadora maioria opta por reduzir deputados; ganhos do bloco de direita nas regionais são limitados, pelo que os partidos da coligação suspiram de alívio.

No encerramento da campanha eleitoral, Matteo Salvini, o líder da Liga (extrema-direita), lançou um apelo aos seus fiéis: "É para jogar com tudo." A dramatização e as sondagens levaram a que muitos temessem mais uma crise política que desembocasse em eleições antecipadas. O centro-esquerda perdeu uma das sete regiões que foram a votos, mas aguentou noutras a ponto de esvaziar o discurso do ex-ministro da Administração Interna.

"Não vos pedi ontem e não vos peço hoje. Quanto mais cedo melhor, mas não devido às eleições regionais e ao referendo", disse Salvini quanto às eleições antecipadas. Mas poucos acreditam que, se o Partido Democrático perdesse a Toscana, a Campânia e a Apúlia para o bloco da direita e extrema-direita, o discurso não seria outro.

Ler mais

Mais Notícias