Premium Ribeiro e Castro. "Cafeinar" o 1.º de Dezembro para que nunca mais desapareça

O antigo líder do CDS lança em livro o combate que travou para a reposição do feriado que celebra a restauração da independência de Portugal. E garante que a comemoração da data está revigorada e dignificada.

A Restauração da Restauração é o novo livro de José Ribeiro e Castro, que sai para as bancas a 25 de novembro e onde o antigo deputado conta a luta que teve para repor o feriado do 1.º de Dezembro, depois de o Governo Passos-Portas o ter "eliminado" do calendário nacional. "Prestaram um mau serviço a Portugal", reitera o antigo líder do CDS.

A data foi reposta pelo Governo socialista de António Costa. E então o porquê do livro, quando a restauração da independência voltou a ter estatuto de feriado? "A crise do feriado, como lhe chamei, estimulou a reflexão sobre a importância da data", e é essa que quer manter viva para que nunca mais haja tentação de a desvalorizar. Ribeiro e Castro, agora presidente da Sociedade Histórica, quer mesmo "cafeinar" o 1.º de Dezembro, que foi sacrificado durante o período da troika, em 2012, para revitalizar a sua importância.

Ler mais

Mais Notícias