Exclusivo Remodelação. Do aeroporto às leis laborais, os desafios dos novos ministros

Aeroporto, ferrovia, comunicações, habitação, igualdade, simplificação administrativa: o que espera os governantes ontem empossados.

A sete meses do final do mandato, os novos titulares do governo que tomaram posse nesta segunda-feira não terão muito tempo para promover grandes mudanças - pelo menos até ao fim da legislatura - mas terão muitas áreas para gerir, algumas das quais particularmente sensíveis.

Será o caso de Pedro Nuno Santos, que herda parte das áreas que estavam adstritas a Pedro Marques, nas Infraestruturas. Embora ainda não esteja publicada a orgânica do novo ministério, Pedro Santos fica com três secretários de Estado - Jorge Moreno Delgado (secretário de Estado das Infraestruturas); Alberto Souto de Miranda (secretário de Estado adjunto e das Comunicações) e Ana Pinho (secretária de Estado da Habitação).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG