Premium Surto na Academia do Sporting: são já 21 casos de covid-19 em 30 dias

Além dos dez jogadores e dos dois elementos do staff da equipa principal, há mais três atletas das equipas secundárias e seis funcionários que testaram positivo desde o regresso aos trabalhos para a nova época. Há ainda três familiares infetados. Equipa refugiou-se no Algarve até saber se o jogo com o Gil Vicente (sábado) é adiado ou não. ARS LVT ainda não decidiu.

O Sporting já reportou 21 casos de covid-19 desde o regresso ao trabalho na Academia, no dia 17 de agosto, segundo o DN apurou. O clube não confirma o número de infetados, mas garante que "não há nenhum surto na Academia" - entretanto a diretora-geral da Saúde referiu-se aos casos do Sporting e do Gil Vicente como "surtos" - e que o elevado número de casos se deve "a vários focos já identificados" e à elevada testagem.

Testagem essa que se vai manter nas equipas e funcionários, incluindo a estrutura do futebol e o presidente Frederico Varandas. A ideia é impedir que a Direção-Geral da Saúde (DGS), através da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS LVT), feche a academia, como já ameaçou fazer antes se os casos aumentarem, segundo soube o DN. Para já as instalações do futebol profissional serão desinfetadas, aproveitando que o grupo leonino se refugiou no Algarve até à estreia do campeonato (sábado, com o Gil Vicente). Em caso do jogo ser adiado, os leões ficam por lá mais alguns dias.

Ler mais

Mais Notícias