Exclusivo Eleições e jogos políticos vistos pelo cinema de Hollywood

Há também uma história da política segundo Hollywood, em particular das campanhas eleitorais. Em tempo de corrida presidencial nos EUA, vale a pena recordar alguns dos filmes que fazem essa história, ora em tom dramático, ora através de um distanciamento irónico.

Um velho preconceito gosta de proclamar que o cinema dos EUA e, em particular, a produção dos grandes estúdios de Hollywood se esgota em aventuras mais ou menos anedóticas e muitos efeitos especiais... Para lá do simplismo descritivo, a sua persistência favorece muitas formas de ignorância histórica. Agora que a nação americana atravessa um período de muitas convulsões políticas - a caminho das eleições presidenciais de 3 de novembro -, vale a pena recordar que os temas políticos marcam todos os períodos da sua produção cinematográfica.

Em torno dos presidentes dos EUA, em particular, encontramos muitos títulos que se debruçam sobre as vicissitudes dos respetivos trajetos. Um dos exemplos mais óbvios, porque de impacto mais universal, será Os Homens do Presidente (1976), de Alan J. Pakula. Nele se encena a queda de Richard Nixon na sequência do escândalo Watergate, através do acompanhamento da investigação dos jornalistas Carl Bernstein e Bob Woodward (que, curiosamente, vai lançar amanhã, dia 15, um novo livro sobre Donald Trump, intitulado Rage).

Mais Notícias