Aconteceu em 1936 - Tratado de paz entre a Alemanha nazi e a Áustria

A anexação aconteceria em 1938, contra tudo o que fora acordado.

Num dia em que o DN fez manchete da reunião do "presidente do Conselho" com a delegação de velejadores que iriam partir para Kiel, onde participaram nos controversos Jogos Olímpicos de 1936, organizados pela Alemanha nazi, este regime foi notícia na primeira página por ter chegado a acordo com a Áustria.

"O sr. presidente do Conselho recebeu ontem os cumprimentos de despedida da equipa de vela" era a inacreditável manchete, lado a lado com o encerramento do VI Congresso Beirão, em Coimbra.

A primeira página tinha outras perolas: na mesma coluna que lembrava ao leitor que aquele número foi "visado pela censura" uma breve dava conta do congresso do Partido Comunista Francês, no qual o seu líder parlamentar preconizava direitos políticos iguais para ambos os sexos.

A notícia com mais relevância para a história foi a assinatura do acordo entre o chanceler austríaco Kurt Schurschnigg e o ministro do Reich Franz Von Papen, pondo termo a dez anos de disputas. "Concluiu-se o acordo entre Berlim e Viena", escreveu-se.

O tratado reconhecia a independência da Áustria; a não-ingerência da Alemanha nos assuntos internos austríacos, o que incluia a possibilidade da restauração da monarquia dos Habsburgos; e a renúncia de Adolf Hitler no movimento nacional-socialista austríaco.

Em março de 1938, a Alemanha nazi anexa a Áustria, sem disparar um tiro.

Mais Notícias