Premium Coronavírus abala fundações do regime chinês

Com a marca das vítimas mortais a passar a barreira dos mil e parte da população a dar sinais de revolta, Pequim mudou a abordagem ao coronavírus, apostando agora num "espírito positivo".

"Momento Chernobyl", comparações com a repressão de Tiananmen há três décadas e abaixo-assinados a exigir liberdade de expressão. Estas são algumas das consequências da forma como as autoridades reagiram ao novo coronavírus, detetado em dezembro na capital da província de Hubei, Wuhan.

Ler mais

Mais Notícias