Premium Entrar em contramão. Concessionárias de Autoestradas querem mais formação para condutores acima dos 70 anos

Os episódios de condução em sentido contrário nas autoestradas são uma realidade recorrente e preocupante. A maioria envolve pessoas idosas. O tema é sensível. Soluções mais radicais, como uma idade para deixar de conduzir, avaliação médica em centros específicos, não são consensuais. As concessionárias das autoestradas defendem "mais formação" para os condutores acima dos 70 anos.

Noite de domingo, um homem de 79 anos entrou na A1 no local errado ao que desejava, fez inversão de marcha para voltar ao caminho que queria e andou dez quilómetros em sentido contrário. As autoridades registaram cinco colisões entre viaturas que resultaram em seis feridos, dois deles crianças de 5 e 7 anos.

Na semana anterior, um condutor entrou na CREL numa zona que não era a do seu destino, quando chega ao posto da portagem e se depara com o talão para pagar, decide fazer marcha-atrás e pede aos condutores em fila que se desviem para poder passar. A situação foi reportada às autoridades.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG