Premium Aconteceu em 1975 - O dia em que a Rádio Renascença foi destruída

A edição de dia 8 de novembro do Diário de Notícias noticiava que o Conselho da Revolução tinha ordenado o rebentamento de três cargas de explosivos para destruir o posto emissor da rádio católica. Uma decisão condenada pelos paraquedistas que participaram na operação.

Os paraquedistas que participaram na destruição das instalações da Rádio Renascença protestaram contra as ordens do Conselho de Revolução (CR), que os levaram a participar no rebentamento de três cargas de explosivos para que fosse silenciada.

Os militares justificaram que não estavam informados sobre a missão, repudiando o ato que praticaram por se tratar de um meio de comunicação que tinha sido uma voz ao serviço do povo desde a revolução de 25 do Abril desse ano.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Contratos públicos

Empresa que contratava médicos para prisões não pagou e sumiu

O Estado adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions, Lda. o recrutamento de médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões. A empresa recrutou, não pagou e está incontactável. Em Lisboa há mais de 30 profissionais nesta situação e 40 mil euros por pagar. A Direção dos Serviços Prisionais diz nada poder fazer.