FC Porto e Benfica escorregam e mantêm luta acesa pelo título

Emoção, ansiedade e frustração. Foi assim o sábado de dragões e águias que empataram os seus jogos pelo mesmo resultado e continuam separados por um ponto.

Um sábado de emoções fortes na I Liga, com o FC Porto e Benfica a empatarem os seus jogos pelo mesmo resultado (1-1) e a desiludirem os seus adeptos, pelas exibições mas sobretudo pelos resultados. No fim do dia, ficou tudo na mesma, com os dragões a continuarem na liderança com um ponto de avanço sobre os encarnados.

O Benfica foi o primeiro a entrar em ação, no Bonfim, perante o V. Setúbal, mas após uma primeira parte morna, a equipa de Bruno Lage viu-se a perder logo após o intervalo devido a um golo de Carlinhos. O mês negro que o treinador benfiquista tinha aludido a meio da semana iria continuar... É certo que Pizzi empatou logo a seguir de penálti, mas o capitão perdeu a oportunidade de dar a vitória à sua equipa ao desperdiçar outro penálti, o terceiro em dois jogos seguidos.

O FC Porto entrou no Estádio do Dragão para defrontar o Rio Ave, pouco mais de meia hora depois do Benfica ter escorregado. A equipa de Sérgio Conceição tinha a possibilidade de aumentar a vantagem para três pontos, que na prática seria de quatro tendo em conta que os portistas têm vantagem no confronto direto em caso de igualdade pontual.

E quando Mbemba abriu o marcador ainda no primeiro tempo, pensou-se que o mais difícil estava feito. Mas não. O Rio Ave acabou por empatar através de Mehdi Taremi e bem podia ter ganho o jogo, pois desperdiçou as melhores oportunidades do segundo tempo. É verdade que o FC Porto viu um golo (que seria o da vitória) anulado pelo VAR por três centímetros, mas a realidade é que o líder do campeonato demonstrou ansiedade a mais para dar um passo de gigante rumo ao título.

Mais Notícias