Premium O estilista de Elvas que é um arquiteto da alta-costura

O que pretende quem manda fazer uma peça de alta-costura? Muitas vezes, concretizar o sonho de uma vida. Sedeado em Elvas, Nuno Abelho tem a noção dessa responsabilidade e a quem o procura responde com requinte e autoexigência. Só a moda de qualidade é sustentável, afirma.

"Não me preocupam as tendências. O que me interessa é a qualidade que resiste à passagem do tempo." Estranha afirmação na boca de um designer de moda? Não, se falamos de Nuno Abelho, que, a partir de Elvas, trabalha a alta-costura como se a roupa fosse o palácio em que mora o corpo. O rigor é o de um arquiteto, os materiais dignos de um rei. Fazer quatro coleções num ano, para o cliente usar e deitar fora rapidamente, não lhe interessa. "A moda de qualidade é a verdadeira moda sustentável", afirma.

Nascido em Lisboa, filho de alentejanos, mudou-se para Elvas aos 9 anos. Quando recorda as primeiras aspirações profissionais, vê-se sempre a desenhar a figura humana, mas aos 7, 8 anos "já tinha claro que queria ser estilista de moda". Estudou Estilismo Industrial no antigo CIVEC, o que o levou a fazer um percurso comum a muitos criadores portugueses da sua geração, trabalhando em empresas do norte, onde fez um pouco de tudo desde "vestuário técnico a sportswear". De regresso ao Alentejo, abriu um ateliê de roupa por medida, estabelecendo mais tarde uma parceria com o colega de faculdade e amigo Carlos Raimundo. A marca em nome próprio surgiria em 2009.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG