Exclusivo Aconteceu em 1998 - Parlamento aprova aborto livre até às dez semanas

A 5 de fevereiro de 1998, o DN dava conta da aprovação do aborto livre até às dez semanas no Parlamento. Mas ainda não seria desta vez que a despenalização da interrupção voluntária da gravidez aconteceria.

A 5 de fevereiro de 1998, o DN noticiava que o Parlamento tinha aprovado o aborto livre até às dez semanas por nove votos de diferença.

"A proposta da Juventude Socialista para a liberalização do aborto até às dez semanas foi aprovada na Assembleia da República por 116 votos a favor, 107 contra e três abstenções. O PCP anunciou durante o debate o seu apoio à proposta socialista, o que levou o líder da bancada do PS, Francisco Assis, a declarar o seu voto favorável ao projeto comunista (chumbado por 110 votos contra, 107 a favor e nove abstenções) sem saber o que iriam fazer os seus colegas de bancada. Também derrotados foram os projetos do PP e dos deputados socialistas António Braga e Eurico Figueiredo. O PSD retirou a sua proposta, enquanto nas ruas galerias e nas ruas centenas de pessoas levaram a cabo manifestações a favor e contra o aborto", lê-se na notícia do DN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG