Premium Medicina na Católica: solução para os alunos ou mais um problema para os médicos?

As aulas só devem começar em setembro do próximo ano para cerca de 50 alunos no primeiro curso de Medicina lecionado numa universidade privada. A Católica está orgulhosa mas não se livra das críticas.

O sonho era antigo e vinha a ser preparado há alguns anos. À segunda tentativa, a Universidade Católica Portuguesa (UCP) viu o seu curso de Medicina autorizado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). Será o primeiro curso de Medicina a ser lecionado por uma universidade privada em Portugal.

O curso deverá começar a funcionar em setembro do próximo ano com cerca de meia centena de alunos, disse à Lusa a reitora da instituição, Isabel Capeloa Gil. Foi desenhado para ter cem alunos, mas no primeiro ano de funcionamento, que a instituição acredita ser no ano letivo de 2021-2022, terá menos. A aposta é na qualidade, e essa não se atinge com pressas, diz a instituição.

Ler mais

Mais Notícias