Exclusivo Segurança Interna. Uma década à espera do acordo entre militares e polícias

Governo analisa, nas "próximas semanas", as implicações jurídico-constitucionais da proposta de apoio dos militares às polícias em caso de ameaça grave à segurança interna.

Demorou dez anos até o poder político receber uma proposta sobre os mecanismos de apoio das Forças Armadas (FA) às polícias na segurança interna, dossiê marcado pela resistência dos militares em atuarem sob comando e direção das autoridades civis.

O ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, recebeu em julho a proposta que o chefe do Estado-Maior-General das FA (CEMGFA) consensualizou, com a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna (SGSSI), sobre os mecanismos de apoio dos militares às Forças e Serviços de Segurança (FSS) em casos de ameaça grave à segurança interna, mas quando não seja decretado o estado de sítio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG