Novo Banco agrava prejuízo para 853,1 milhões até setembro

O banco tinha registado um prejuízo de 572,3 milhões de euros em igual período de 2019.

O Novo Banco registou um prejuízo de 853,1 milhões de euros nos nove meses de 2020, um agravamento face aos 572,3 milhões de euros obtidos em igual período do ano passado.

O banco explica, num comunicado divulgado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, que contabilizou "727,7 milhões de euros de imparidades e provisões, em resultado da descontinuação do negócio em Espanha, e do agravamento do nível de incumprimento de alguns clientes "

Esclarece que só 187,2 milhões de euros são relativos a "imparidade adicional para riscos de crédito" decorrentes da crise provocada pelas medidas adotadas no âmbito da epidemia do novo coronavírus.

Quanto ao "montante de compensação a solicitar (ao Fundo de Resolução) com referência a 2020, terá em conta as perdas incorridas nos ativos cobertos pelo Mecanismo de Capitalização Contingente bem como as condições mínimas de capital aplicáveis no final de 2020 ao abrigo do Mecanismo de Capitalização Contingente".

Elisabete Tavares é jornalista do Dinheiro Vivo

Mais Notícias