Lisboa investe 1,2 milhões para novas casas... para cães e gatos

Fernando Medina confirmou investimento neste ano para alargar Casa dos Animais.

A Casa dos Animais de Lisboa, centro de recolha da Câmara, vai ser ampliada para acolher mais animais, uma obra de 1,2 milhões de euros que começa ainda este ano, anunciou o presidente da Câmara.

Fernando Medina disse que a obra de expansão da Casa dos Animais vai permitir acolher pelo menos mais 60 cães.

O autarca falava aos jornalistas quando acompanhou numa visita ao local, situado no Parque de Monsanto, o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, que a partir de janeiro do próximo ano tem a tutela no Governo dos animais de companhia.

"Aqui todos os anos são acolhidos, cuidados e tratados centenas de animais, cães e gatos, sendo que depois muitos, e este ano especialmente, felizmente são adotados", disse Fernando Medina.

Fernando Medina reafirmou o compromisso da Câmara com a questão dos animais e lembrou que há pouco mais de um ano está em funcionamento uma unidade móvel para acolhimento e tratamento de animais que tenham acidentes, em qualquer parte da cidade.

A Casa dos Animais de Lisboa é o centro de recolha oficial de animais errantes na capital. Promove a sua captura e tratamento, executa ações para reduzir o abandono e fomenta a adoção responsável, e disponibiliza informação sobre os animais em condições de serem adotados, como se explica na página na internet da instituição.

Segundo a página estão atualmente para adoção 120 animais, entre cães e gatos.

A Casa dos Animais tem uma capacidade aproximada para 100 gatos (mais 80 residentes) e 230 cães.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias