Governo investe 4 milhões para destacar indústria na Hannover Messe 2022

Portugal vai ser o país parceiro da Hannover Messe 2022, a maior feira mundial da indústria.

O Governo vai investir quatro milhões de euros para destacar a indústria portuguesa na Hannover Messe 2022, que terá lugar na cidade alemã homónima entre 25 e 29 de abril de 2022. Portugal vai ser o país parceiro desta edição, naquela que é dada como a maior feira mundial da indústria.

"O orçamento é de quatro milhões de euros e inclui a montagem do stand de Portugal e a participação das empresas", numa "montra do que Portugal tem a oferecer ao mundo", disse esta quarta-feira o ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, na apresentação de Portugal como país parceiro da Hannover Messe 2022.

Este "é um investimento relativamente modesto para a notoriedade que nos vai trazer", sublinhou. Para o ministro da Economia, a confirmação de Portugal como país parceiro da Hannover Messe 2022 é uma "muito boa notícia para Portugal e para a indústria portuguesa", realçando que a feira recebe anualmente mais de 200 mil decisores mundiais. Siza Vieira lembrou que a Hannover Messe já contou como países parceiros os EUA, a China, Suíça, Suécia, "países marcantes no panorama industrial".

A Hannover Messe é uma montra de tecnologias de produção, ferramentas e máquinas, que cruza o mundo físico e o digital, onde as empresas vão procurar o que melhor se faz a nível mundial. Portugal deverá apostar em levar empresas das áreas das energias, sistemas, metalomecânica, automóvel, moldes, num número "o maior possível".

O presidente da AICEP, Luís Castro Henriques, sublinhou a ambição de levar centenas de empresas portuguesas à feira alemã, que apelidou de champions league da indústria. Atualmente, a participação portuguesa ronda as 100 empresas.

Também presente na cerimónia de apresentação de Portugal como país parceiro da Hannover Messe 2022, o embaixador da Alemanha em Portugal, Martin Ney, lembrou que no próximo ano será feita a apresentação da indústria portuguesa a nível mundial com o apoio da promotora alemã de feiras, o que se traduzirá num "push" para a indústria nacional.

Sónia Santos Pereira é jornalista do DInheiro Vivo

Mais Notícias