Estado precisaria da autorização de Bruxelas para entrar nos CTT

Licença bancária dos CTT obrigaria a parecer da Direção-Geral da Concorrência da União Europeia.

No caso de o Governo querer avançar com a entrada no capital dos CTT, teria que ter luz verde das instituições europeias, explicou o coordenador da bancada parlamentar do PS para os assuntos económicos, Carlos Pereira, ao Público, esta terça-feira. A reversão da privatização dos CTT teria de passar pela Direção-Geral da Concorrência da União Europeia, uma vez que a empresa tem uma licença bancária.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG