De 4,5 mil milhões a zero. A ascensão e queda de uma jovem multimilionária

Elizabeth Holmes chegou a ser mais jovem mulher multimilionária da Forbes, revista que agora faz uma reavaliação da sua fortuna

Há pouco mais de um ano, Elizabeth Holmes era primeira mulher a surgir na lista dos jovens multimilionários elaborada pela Forbes, com uma fortuna avaliada em 4,5 mil milhões de dólares. Agora, a revista revê esta avaliação e considera que a empresária vale zero.

A publicação escreve que falou com dezenas de analistas, peritos e especialistas da indústria e concluiu que avaliar a empresa de Elizabeth Holmes, a Theranos, em 800 milhões é mais realista do que em 9 mil milhões. "Com uma avaliação tão baixa, a participação de Holmes vale nada", lê-se.

A Theranos é uma empresa que desenvolveu uma forma de fazer análises ao sangue sem recorrer a agulhas. Basta uma gota de sangue (conseguida através de uma picada num dedo, por exemplo) para se conseguir realizar 30 análises e obter os resultados em menos de quatro horas, alega a companhia, da qual Elizabeth Holmes tem 50% do capital.

Segundo a Forbes, no último ano surgiram alegações de que os testes sanguíneos feitos pela empresa são imprecisos e que a Theranos está a ser investigada por várias agências federais. Terão também surgido informações de que a receita anual é inferior a 100 milhões de dólares.

Perante a nova avaliação da revista, a Theranos argumentou que faltam à Forbes dados fundamentais. "Como empresa privada, recusámos partilhar informação confidencial com a Forbes. Em resultado disso, o artigo baseou-se exclusivamente em especulações e notícias da imprensa", disse à Time a porta-voz da empresa, Brooke Buchanan.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG