Banco do Japão surpreende com taxas de juro negativas

O regulador japonês decidiu, pela primeira vez, fixar taxas de juro em -0,1%

O Banco do Japão surpreendeu e fixou, pela primeira vez na história, as taxas de juro em -0,1%, o que significa que a banca comercial japonesa terá de pagar ao banco central por alguns depósitos.

Segundo a BBC, a medida - já aplicada na Europa - serve para incentivar os bancos a cortar na poupança e promover o crédito bancário, de forma a contrariar a recessão naquela que é a terceira maior economia a nível mundial.

A decisão foi tomada por apenas um voto (5-4) na primeira reunião do Banco do Japão desde o início do ano, que se realizou esta sexta-feira.

"O Banco do Japão cortará descerá ainda mais as taxas de juro, em território negativo, se considerar necessário", informou o regulador em comunicado, acrescentado que o objetivo é conseguir uma taxa de inflação de 2%. Analistas japoneses duvidam, no entanto, da eficácia da medida.

Em conferência de imprensa, o governador do Banco do Japão admitiu que o fraco crescimento da economia mundial é o principal motivo da mudança, acrescendo à incerteza em relação às economias emergentes.

As bolsas asiáticas subiram e o iene caiu em reação a este anúncio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG